Eu já tinha comido cannoli algumas vezes, mas fiquei encantado em Genova, quando provei o cannoli de um bar que se declarava siciliano: massa sequinha, leve e crocante e um recheio que não devia ser mais do que ricotta (não a brasileira, mas a versao mais pastosa do sul da Itália) e açucar (o "sabor" influenciava apenas em umas lasquinhas que era colocadas na ponta do doce). Uma delícia!

cannoli em genova

Inspirado por essa matéria da Veja SP, decidi caçar essa iguaria em Sampa.

A primeira tentativa (Gioia café) foi frustrante, pois peguei o lugar fechado duas vezes em horários que o Google Maps achava que ele estaria aberto.

A segunda foi no Zena Caffè. O lugar é bem metidinho e tem um clima bem gourmet, que não bate com a minha expectativa de uma comida tradicional do sul da Itália, mas tudo bem. O cannoli estava bom, mas tinha seus problemas. Massa muito firme, recheio com pouco gosto de queijo e foram servidos (são 2 por prato) em cima de uma bolinha do recheio (pura decoração), que acabou por amolecer a parte de baixo da massa.

A terceira veio meio por acaso e não está lista da Veja SP, mas deveria: Cannoli Don Biondo. Encontrei a barraquinha na feira de domingo no Parque da Independência. A barraca chamou a atenção por estar totalmente vazia (nenhum produto "de mostruário"). Bom sinal, pois o cara deve montar na hora. Batemos um pouco de papo com o Luís, que parecia saber do que estava falando e aumentou minha curiosidade quando mencionou que faz a própria ricota. Um ponto que quase me desanimou foi o fato dele oferecer muitos sabores, do tradicional ricotta a coisas como nutella e maracujá. Como sou um tanto purista com comida italiana, torci um pouco o nariz, mas o prospecto de comer um canolli montado ali na minha frente com recheio de ricotta me convenceu.

E vale muito a pena!

cannoli em SP

O recheio é super gostoso (o limão siciliano sobressai, mas sem ficar muito forte) e ainda tem o sabor da ricotta e a massa estava impecável! Pra coroar, o preço era bem razoável.

Recomendo muito!

About this post

Date: 29 Apr 2019

Author: Leonardo Barichello

Tags:

comida português

rss

Subscribe to my RSS:
barichello.coffee/rss