Se você for ao Museu do Louvre, esqueça da tal da Monalisa. Não por ela não ser uma obra icônica, mas porque o tratamento dado ao museu a ela acaba por estragar a obra. Trata-se de uma pintura de dimensões modestas, que precisaria ser apreciada de perto. Porém, além do amontoado de pessoas que ficará entre você e ela, há um muro de vidro e uns 3 metros de "zona de isolamento" que vão inevitavelmente te separar da obra. Uma pena.

Ao invés dela, o que eu recomendo é uma visita demorada a Femme Voilée, uma lindíssima escultura do italiano Corradini que fica na mesma sala dos escravos de Michelângelo.

Femee Voilée

A escultura de Corradini realmente tirou meu fôlego. Fiquei um tempão procurando mais e mais ângulos que me permitissem apreciar o obra. A sutileza dos vés de mármore transparentes é simplesmente fantástica. Além disso, a expresssividade da mulher impressiona.

Por favor, se você for ao Louvre não perca essa obra (mas tudo bem se você perder a Monalisa)!

About this post

Date: 09 Jan 2016

Author: Leonardo Barichello

Tags:

português viagem arte


Related posts:
Coltrane's sound
Yamandu e Naná
steve jobs