Em janeiro de 2020 saiu o livro Pensamento Computacional na Educação Básica foi publicado em janeiro de 2020 pelo grupo a para o qual eu contribui com um capítulo.

capa do livro

O livro é dividido em três partes: Fundamentos, Pesquisas e Relatos de Experiência.

A primeira delas, Fundamentos, é a mais curta mas cumpre muito bem o papel a que se propôs: estabelecer os conceitos fundamentais para todo o livro (capítulos 1 e 2) e discutir o panorama nacional e mundial sobre o tema (capítulos 3 e 4). Os quatros textos são boas referências se o que você busca são definições e caracterizações claras e objetivas.

A segunda parte, Pesquisas, é a mais fraca, na minha opinião. Traz oito capítulos que, no fringir dos ovos têm mais valor pelo relato das experiências conduzidas do que por aspectos que de fato os aproximariam de pesqusias acadêmicas (aprofundamento teórico, aspectos metodológicas ou resultados que possam ser usados por outros pesquisadores). Isso não é inesperadao, dado que essa área ainda é jovem, mas é inevitável, ao ler esses capítulos, de que se está lendo um relato com pretensões acadêmicas um tanto ingênuas.

A terceira parte, Relatos de Experiência, é a que ocupa a maior parte do livro. A qualidade, o conteúdo e o formato dos textos dessa parte variam muito, mas isso não compromete a proposta de ser uma coleção de relatos. Na verdade, talvez seja a diversidade que faça dessa parte o ponto alto do livro todo (junto com os dois primeiros capítulos). No final das contas, os relatos acabam oferecendo ao leitor uma variedade grande de possibilidades que acabam por ser inspiradoras, mesmo que o objetivo do leitor seja um pouco diferente do relato em si. Além disso, por serem relatos, os textos são menos pretensiosos do ponto de vista teórico, o que torna a leitura muito mais acessível.

É nessa terceira parte que está o meu texto, entitulado Programação de computadores em Scratch por meio de jogos. Nele, relato a experiência de uma oficina de programação de computadores que ofereci para estudantes dos últimos anos do Ensino Fundamental em uma escola particular. O mote das aulas era a criação de jogos e a plataforma usada foi o Scratch. Além do texto, todos os projetos estão disponíveis online em scratch.mit.edu/studios/271650.

Se você é professor, eu recomendo o livro como uma fonte de inspiração, especialmente ao longo da terceira parte.

Se você é pesquisador, a primeira parte merece atenção por ter sido bem sucedida em estabelecer o significado de algum termos comuns na área, como "pensamento computacional".

About this post

Date: 19 Feb 2020

Author: Leonardo Barichello

Tags:

português computação pesquisa educação

rss

Subscribe to my RSS:
barichello.coffee/rss