receita de financier

27 Mar 2019 / Leonardo Barichello

Eu conheci o financier na Adélia Boulangerie, em Campinas. Trata-se de um bolinho pequeno, mais ou menos do tamanho de um cup cake, mas com massa de farinha de amêndoas e nenhuma cobertura ou recheio, apenas o bolinho. E achei uma delícia!

Chegando em casa, achei uma receita em um dos meus sites de receita favoritos, o The Kitchen Lioness.

Já repeti a receita algumas vezes e o único ajuste que precisei fazer foi na temperatura do forno (normalmente precisa ser mais alta em fornos típico brasileiros, com chama e sem ventilador interno. Chegue abaixo a minha versão:

100 g farinha de amêndoas
200 g açucar branco comum
6 claras de ovos grandes
90 g farinha de trigo
170 g manteiga sem sal

Unte 15 forminhas de cupcake (ou em outro formato, mas com volume parecido - a Adélia Boulangerie usa uma forminha mais comprida e dizem que existem forminhas específicas para esse tipo de bolinho, mas eu não conheço) e coloque-as na geladeira.

Derreta a manteiga em uma panela até que comece a escurecer. Desligue o fogo e reserve.

Junte a farinha de amêndoas e açucar em uma panela. Misture de modo a quebrar os pelotinhos de farinha de amêndoas. Acrescente as claras e aqueça em fogo médio por cerca de 2 minutos, mexendo bem o tempo todo. Desligue o fogo e adicione a farinha de trigo pouco a pouco (usar uma peneirinha não é uma má ideia), incorporando. Adicione a manteiga derretida e mexa até incorporar. A massa deve ficar mole.

Deixe a massa esfriar em ambiente aberto por 1 hora.

Pré-aqueça o forno a 255 graus. Distribua a massa nas forminhas e asse por 20 minutos na prateleira mais alta do forno. Os bolinhos devem ficar dourados e com o centro elevado.

financiers

O bolinho é uma delícia pra comer sozinho, acompanhado por um café, mas também funciona muito bem com um pouco de geléia a cada mordida!

maionese no mixer

17 Dec 2018 / Leonardo Barichello

Maionese sempre me pareceu uma coisa meio mística pra fazer em casa. Há quem diga que o ponto é difícil de atingir e fácil de perder, que é necessario fazer em ambiente frio ou gelar todos os utensílios que serão usados e por aí vai... Porém, há algumas semanas atrás eu vi esse video e pensei: "se a dela deu certo, eu também consigo!".

Se você não conhecem, essa aí de cima é a Hannah e os vídeos dela cozinhando semi-bêbada são ótimos! (talvez não tanto do ponto de vista culinário, mas humorístico!). Vale a pena acompanhar o canal dela.

Mas voltando à maionese, eu usei os ingredientes abaixo.

1 colher de sopa de suco de limão
1 colher de sopa rasa de mostarda (eu uso mostarda americana)
2 gemas
200 ml de óleo vegetal
sal a gosto

Antes de começar, tenho que contar que eu troquei 20 ml do óleo por azeite, simplesmente porque eu gosto mais de azeite! Porém, como no passado eu já tive problemas pra acertar uma maionese só com azeite, vou tentar aumentar essa quantidade progressivamente e vou atualizando aqui.

O procedimento foi inspirado no vídeo abaixo, cujo mixer é idêntico ao meu.

Basicamente, o que eu fiz foi afundar o mixer desligado até o fundo, bem devagar. Depois comecei a bater na velocidade mínima. Em poucos segundos, partes da mistura já foram atingindo a textura de maionese. Fiz movimentos lentos como o do vídeo pra pegar mais mistura e voi-la! No finalzinho, sobrou um pouco de óleo não emulsificado, mas isso não foi problema, pois eu deixei pra acrescentar o sal no final e uma misturada básica com uma colher foi suficiente pra incorporar tudo na textura desejada.

A consistência ficou ótima e, sinceramente, não consigo imaginar o que poderia ter dado errado. Vale a pena tentar!

receita de cookie

19 Jun 2018 / Leonardo Barichello

Atendendo a pedidos, eis a receita (em português) de cookie que eu adaptei ligeiramente do livro The Violet Bakery Cookbook, de Claire Ptak.

A receita é bastante simples e o resultado é realmente muito bom! Rende 6 cookies de tamanho médio

85 gramas de manteiga sem sal derretida;
100 gramas de açucar (eu uso 2/3 mascavo e 1/3 refinado, mas tenho certeza de que outras proporções não vão comprometer a qualidade);
1/4 de colher de chá de baunilha (eu uso em pasta; essência não funciona pois o cookie vai pro forno);
1 gema de ovo;
110 gramas de farinha de trigo;
Uma pitadinha de sal;
1/4 de colher de chá de bicarbonato de sódio;
75 gramas de chocolate meio-amargo quebrado em pedaços pequenos.

Bata a manteiga e o açucar com um mixer até que a mistura fique homogênea e comece a ficar cremosa. Adicione a baunilha e a gema. Bate até ficar homogêneo. Misture os ingredientes secos restantes, exceto o chocolate, em um recipiente a parte e acrescente pouco a pouco à mistura cremosa mexendo com um garfo. Quando todos os ingredientes secos estiverem incorporados, acrescente pouco a pouco os pedaços de chocolate usando o garfo para misturá-los na massa.

Divida a mistura em 6 partes e faça bolinhas. Coloque em uma forma forrada com papel manteiga e leve ao congelador por pelo menos uma hora. Quando quiser assá-los, tire os cookies do congelador por 10 minutos e leve ao forno pré-aquecido a 160 graus (essa temperatra funciona para fornos com ventilador interno; o livro sugere 180 graus para fornos convencionais, mas eu não testei esse caso). Asse por 20 minutos (os cookies ainda estarão um pouco gordinhos) e deixe esfriar por pelo menos 15 minutos antes de servir.

os cookies já assados

Os cookies já assados ficam muito bons até o dia seguinte. Os congelados duram bastante tempo antes de serem assados.

Aos que vierem pra Londres, fica a sugestão da Violet Bakery. Além da sede oficial (um pouco fora do centro), eles também fazem aparições em feiras em regiões mais centrais (cheque no site).

Receita de welsh cakes (bolinho galês)

22 Jun 2016 / Leonardo Barichello

welsh cakes

imagem de www.drmz.co.uk

Talvez eu seja processado por isso, mas eu diria que o welsh cake é a versão galesa do scone. Mas o welsh cake não é comido com creme.

O que importa é que ambos são ótimas idéias para um café da tarde ou para um café da manhã mais generoso.

250g farinha de trigo
1 colher rasa de chá de fermento em pó
Pitada de sal
125g manteiga sem sal (fria)
75g açúcar refinado
50g uva passa (opcional)
1 ovo
3 colheres de leite

Misture a farinha, o fermento e o sal. Corte a manteiga em cubos sobre a mistura e amasse, esfregando com as pontas do dedo de modo que a mistura fique com uma textura "flocada".

Acrescente o açúcar. Bata o ovo com o leite em um copo e acrescente à mistura. Amasse um pouco. O resultado deve ser uma massa seca e firme, mas não quebradiça. Acrescente um pouco de leite se necessário.

Coloque a massa sobre uma superfície e abra até ficar com mais ou menos 0.5 cm de altura. Corte em círculos (eu corto com a faca sem me preocupar com o formato, só pra evitar o trabalho de juntar as beiradas no final, abrir e cortar denovo).

O welsh cake tradicionalmente é assado sobre uma pedra quente como se fosse frito, mas sem óleo. No meu fogão, eu deixo 5 minutos de cada lado em fogo baixa numa frigideira de fundo grosso. Você pode polvilhar um pouco de açúcar sobre eles antes de servir (coma quentinho!) ou apenas passar um pouco de geléia (minha opção favorita!).

Rende o suficiente para um café da tarde para umas 4 pessoas.



1 2 next ... end
rss

Subscribe to my RSS:
barichello.coffee/rss

Search

Tags

english português música poesia coffee Ireland mathematics education café music movie opinion duas versões two versions research methodology recipe política matemática opinião nottingham visualization linux food educação programação receita viagem arte educação matemática beer libreoffice amsterdam pesquisa free software video vídeo mobile tourism coding restaurant comic software livre art restaurante turismo comida campinas internet